Novos PLs

Acompanhamento semanal de novos projetos de lei

Radar legislativo

19.05 (Terça-feira)

PL 2763/2020

Apresentação Autoria Origem Situacao
19 de Maio de 2020 Marcelo Brum CA Mesa Diretora ( MESA ) - Apresentação do Projeto de Lei n. 2763/2020, pelo Deputado Marcelo Brum (PSL/RS), que "Altera a Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014, obrigando as empresas responsáveis pelo provimento de serviços de redes sociais na internet a condicionarem o acesso a essas aplicações ao cadastramento prévio do CPF ou do CNPJ do usuário". Inteiro teor

Ementa

Altera a Lei nº 12.965, de 23 de abril de 2014, obrigando as empresas responsáveis pelo provimento de serviços de redes sociais na internet a condicionarem o acesso a essas aplicações ao cadastramento prévio do CPF ou do CNPJ do usuário.

Pontos principais

Visa alterar o Marco Civil da Internet visando obrigar os servidores de aplicação de Internet que atuem como redes sociais condicionem o acesso às plataformas ao cadastramento prévio de CPF ou CNPJ de seus usuários.

ver mais

20.05 (Quarta-feira)

PL 2786/2020

Apresentação Autoria Origem Situacao
20 de Maio de 2020 Denis Bezerra CA Mesa Diretora ( MESA ) - Apresentação do Projeto de Lei n. 2786/2020, pelo Deputado Denis Bezerra (PSB/CE), que "Dispõe sobre a limitação de percentual de cobrança pelas empresas que atuem nos serviços de entrega (delivery) por meio de aplicativos ou outra plataforma de comunicação em rede". Inteiro teor

Ementa

Dispõe sobre a limitação de percentual de cobrança pelas empresas que atuem nos serviços de entrega (delivery) por meio de aplicativos ou outra plataforma de comunicação em rede.

Pontos principais

O PL visa limitar o percentual de cobrança realizado por empresas que atuem em serviços de entrega por meio de aplicativos ou outras formas de comunicação em rede.

Para coibir a cobrança de percentuais abusivos, a proposta restringe em, no máx, 12% do valor do pedido.

ver mais

PL 2775

Apresentação Autoria Origem Situacao
20 de Maio de 2020 SENADOR Dário Berger SE Plenário do Senado Federal - Encaminhado à publicação no DSF de 28/05/2020. ************* Retificado em 22/05/2020************* Encaminhado á publicação no DSF de 22/05/2020.

Ementa

Dispõe sobre a gratuidade no acesso a aplicações de ensino a distância por meio de conexões fixas e móveis de banda larga para estudantes de escolas públicas no período da emergência decorrente do coronavírus.

Pontos principais

Visa tornar gratuito o acesso à aplicações de ensino a distância por meio de conexões fixas e móveis para estudantes de escolas públicas durante o período da emergência decorrente do Coronavírus.

A proposta determina que, na prestação de serviços de telecomunicações que proveem acesso à internet por meio de conexões fixas e móveis de banda larga, não podem ser descontados do volume de dados contratado por pais, responsáveis ou estudantes de escolas públicas os empregados para o consumo relativo à utilização de aplicações de ensino a distância.

Os custos relativos ao fornecimento gratuito do serviço deverão ser compensados com descontos nas contribuições anuais dos provedores de conexão de internet fixa ou móveis ao FUST.

ver mais

PL 2771/2020

Apresentação Autoria Origem Situacao
20 de Maio de 2020 Benedita da Silva CA Mesa Diretora ( MESA ) - Apresentação do Projeto de Lei n. 2771/2020, pela Deputada Benedita da Silva (PT/RJ), que "Altera a Lei n° 9.998, de 17 de agosto de 2000, que institui o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações, para transformá-lo no Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações e de Radiodifusão Comunitária. ". Inteiro teor

Ementa

Altera a Lei n° 9.998, de 17 de agosto de 2000, que institui o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações, para transformá-lo no Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações e de Radiodifusão Comunitária.

Pontos principais

Altera a redação da Lei n. 9998/2000, que institui o Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações com o objetivo de expandir o fundo para serviços de telecomunicações.

O Pl altera o Fust para Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações e de Radiodifusão Comunitária, com o objetivo de "proporcionar recursos destinados a cobrir a parcela de custos exclusivamente atribuível ao cumprimento das obrigações de universalização de serviços de telecomunicações que não possa ser recuperado com a exploração eficiente do serviço"

ver mais

21.05 (Quinta-feira)

PL 2813

Apresentação Autoria Origem Situacao
21 de Maio de 2020 SENADOR Lucas Barreto SE Plenário do Senado Federal - Encaminhado à publicação no DSF de 28/05/2020. ************* Retificado em 22/05/2020************* Encaminhado á publicação no DSF de 22/05/2020.

Ementa

Altera o Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, para incluir dentre as agravantes genéricas do art. 61 a circunstância de cometer crime contra profissionais de imprensa no exercício da sua profissão ou em razão dela.

Pontos principais

Visa alterar o Código Penal, Decreto-Lei n. 2848/1940, a fim de prever como agravante a circunstância de cometer crime contra profissionais de imprensa no exercício ou em razão da sua profissão.

ver mais

22.05 (Sexta-feira)

PL 2844/2020

Apresentação Autoria Origem Situacao
22 de Maio de 2020 Joseildo Ramos CA Plenário ( PLEN ) - Apresentação do Requerimento n. 1329/2020, pelo Deputado Joseildo Ramos (PT/BA) e outros, que "Requer a adição de coautorias ao Projeto de Lei n. 2.844, de 2020". Inteiro teor

Ementa

Determina a aplicação de multas, suspensão de isenções fiscais e financiamentos por bancos públicos, além da proibição de contratação pelo Poder Público de pessoas jurídicas que propagam, estimulam ou anunciam, direta ou indiretamente, notícias falsas (Fake News) em veículos de comunicação.

Pontos principais

Visa determinar a aplicação de multas, suspensão de isenções fiscais e financiamentos por bancos públicos, e proibir a contratação pelo poder público de pessoas jurídicas que propaguem, estimulem ou anunciem informações falsas.

A proposta delimita uma série de sanções aplicáveis às empresas como: (a) Multa pecuniária de 5% do faturamento da empresa, por dia de veiculação; (b) proibição de celebração de contatos como o Poder público por até 5 anos; (c) Impedimento de acesso a isenção ou renúncia fiscal concedidas pelo Poder Público por até 10 anos; e (d) Impedimentos de celebração de empréstimos ou contratos de financiamento com bancos públicos por um período de até 10 anos.

A proposta responsabiliza civilmente os gestores das empresas que propagarem, estimularem ou anunciarem notícias falsas, por omissão ou de forma voluntária; respondendo criminalmente por calúnia, difamação e injúria nos termos dos códigos Penal e Civil.

Por fim, o PL visa repassar os recursos arrecadados com as multas ao Fundo Nacional de Cultura, criado pela Lei Rouanet.

ver mais

Este projeto foi criado pela Coding Rights e está licenciado com uma Licença Creative Commons 4.0 CompartilhaIgual.

Código aberto disponível no Gitlab